Eu Me Amo



Saia da minha janela
Desça do meu muro
Eu não sou mais aquela
Que de ti, aceitava tudo!

Não se atreva a tocar minha campainha
Esqueça o número do meu telefone
Estou efusivamente bem sozinha
De ti, não quero a lembrança nem do nome!

Descobri que sou apaixonada por mim
E nunca fui tão feliz assim!
Siga seu tortuoso caminho
Afinal, quem decretou que "é impossível ser feliz sozinho"?

A Poesia


O que é a poesia?
É falar do que se sente;
É viajar com a mente;
É sofrer e sorrir
Num rasgar-se de repente...

Quem é o poeta?
É o que brinca com as rimas;
É o que dança com pensamento fugaz;
É o que espreita os sentimentos das esquinas;
É o que perde a calma pra encontrar a paz...

O que são as palavras?
Do amante, o alimento;
Do amor, o clarão que extingue a treva;
Do poeta, o instrumento;
Simplesmente a quinta-essência do sentimento...

Mas pra quê tantas perguntas?
Basta abrir o coração,
Fechar os olhos pra ver com clareza,
Aquecer a alma fria...
Na gota d'água e na tempestade...
Ai está a poesia

Boa Noite, Amor

Quando a noite descer
Insinuando um triste adeus
Olhando nos olhos teus
Hei de, beijando teus dedos, dizer:

Boa noite, amor
Meu grande amor
Contigo sonharei
E a minha dor esquecerei se eu souber que o sonho teu
Foi o mesmo sonho meu...

Boa noite, amor
E sonha enfim,
Pensando em mim,
Na carícia de um beijo
Que ficou no desejo...
Boa noite, meu grande amor!

(José Maria Abreu e Francisco Mattoso)

Poema sem Título

Eu voltei...
Voltei de saudade
Voltei de vontade
Voltei e não sei até quando vou ficar...

É assim pra todo mundo que quer voltar:
Partir com um soluço
Voltar com um susto
Sem saber no que vai dar...

Mas voltei e aqui estou
Voltei vazia, de alma fria
Com saudades do que não lembro 
Com vontade do que já passou...

Voltei, mas um dia já me vou
Rindo ou chorando não sei
Só sei que voltei e vou ficando
Esperando, procurando, desenhando
Aquele amor que se acabou...

Longa Demais

A Palavra que me devora
A sombra que à minh'alma assombra
O turbilhão da vida que nunca desliga...
Ô vida longa quando é sofrida...

O grito entalado na garganta
A paz em forma de comprimido
O excesso de passado que me espanta
O excesso de futuro que entala o grito...

A palavra, a sombra , o grito, a paz...
Tudo isso é vida em forma de letra
O desmaio da esperança com rimas:
A estrada é longa demais!


KKart's: Amor que chega pelo Correio







Eu, minha Guirlanda e mini árvore de Natal by KKart's: feitas com as mãos amorosas de minha amiga-irmã Lauisa. 





Imã: lindo símbolo do Espírito Santo e um tercinho: vai ser a lembrança de Crisma da minha sobrinha Zoe! Vai se preparando minha amiga Lauisa!





Gente, esse é menorzinho: o chaveiro que vai carregar a chave da minha casa nova! Com a Graça de Deus e o talento de Lauisa! 




Com recheio de Amor! Não sei como agradecer... 




Eu não disse que Amor também chega pelo Correio? 
Conheças as maravilhas que minha amiga-irmã, Lauisa faz!



Simplesmente inspirador! Obrigada meu Deus! Obrigada Lauisa! Amo você.

Ser poeta (Carlos Cabalini)

Amigos, pessoas queridas, não pude deixar de trazer ao Palavra Inquieta uma das belíssimas produções do Poeta Carlos Cabalini, pois penso que, todo talento que gera alegria, faz desse nosso mundo um lugar melhor! Apreciem!  



Ser poeta (Carlos Cabalini)


Ser poeta  é  ser  amante,   do  sonho  e  da  ilusão
É viver a cada  instante,   nos   braços  da  emoção...
Transformar  a  realidade  ,  nessa   viagem  infinita
Viver a dor da  saudade,  numa  esperança  bendita ...
Ser  dono  do  universo,  sobre  as  ondas  caminhar
Cantar o amor em verso,  mesmo  acordado, sonhar...
É   inventar  seu   destino,   enganando    a  solidão
É  ser   adulto,   menino,   é  falar   com  o  coração...
Ele é sempre  verdadeiro,  mesmo  mentiras  rimando
Da  vida, é  um  passageiro,  pelas  nuvens  viajando...
É  uma  criança  crescida,  a  brincar  com a emoção
Uma   porta   de   saída,   uma    luz   na   escuridão...
Ser  poeta  é  ter a  sorte,  de  rimar a  própria   dor
De saber que nem a morte,  dá um fim  ao  seu valor...
Ser   poeta   é   entender,   o  que  a  vida  não  diz
Que    apesar   de    sofrer,    ser  poeta  é  ser feliz...

"Ser poeta é ter a sorte, de rimar a própria dor..."



Essa foi uma linda homenagem do Sr. Poeta Carlos Cabalini a Drumond, merecidamente.
E uma singela homenagem minha a ele, tão merecida quanto a anterior!
Conheça as maravilhas que saem da "pena" deste Poeta no Recanto das Letras.
Amo vcs. Beijo, Poesia e Paz!